• Telefone: +55 (11) 3777-4820 ou
  • Email atendimento@altox.com.br

Novas moléculas e ingredientes

Conjunto de soluções em avaliação toxicológica de novas moléculas e ingredientes.

A partir das características físico-químicas e estruturais, através de modelos computacionais (in silico).

Esta abordagem sem o uso de animais envolve o uso de um conjunto de técnicas de (Q)SAR (Quantitative Structure-activity Relationship), análise baseada em regras, verificação de alertas estruturais, modelos estatísticos (análise de tendência, interpolação etc.), redes neurais, inteligência artificial e outros.
Esta abordagem é um dos métodos alternativos que minimizam e racionalizam a utilização testes de toxicidade com animais e seus custos e, que constituem o estado-da-arte da avaliação da toxicidade de substâncias químicas.
Mesmo antes da síntese, podem ser realizadas predições quanto aos perigos ao meio ambiente e à saúde humana, além de estimativas das características físico-químicas e de comportamento ambiental.

Saúde humana

  • Toxicidade oral aguda e geral
  • Potencial de irritação/sensibilização e corrosão dérmica
  • Potencial de genotoxicidade, mutagenicidade e carcinogenicidade
  • Potencial de toxicidade para a reprodução
  • Outros

Meio ambiente e avaliação PBT para cadastro nacional de substâncias, REACH e TSCA

  • Toxicidade para espécies aquáticas (CL50 – 24, 48, 72 e 96 hs)
  • Potencial de bioacumulação (Fator de Bioconcentração-BCF)
  • Degradabilidade, biodegradabilidade, Persistência no ambiente
  • Mobilidade Coeficiente de adsorção ao solo (Koc)
  • Meia-vida ambiental em diferentes compartimentos
  • Lipossolubilidade (Coeficiente de partição octanol/água - Log de Kow)
  • Partição entre compartimento aquoso e atmosférico (Constante da Lei de Henry)
  • Mobilidade no ambiente (Coeficiente de adsorção – Koc)
  • Coeficiente de partição octanol/ar (KOA)
  • Outros

Modelagem de exposição e Avaliação de Risco

  • Modelagem computacional da exposição para fins de avaliação de risco
  • Cálculo do coeficiente de permebilidade dérmica (Kp), dose absorvida dermicamente por evento(DAevent) via contato com água
  • Simulação de exposição em ambiente ocupacional (ex. inalação de vapores ou partículas)

Implantação de Laboratórios de Toxicologia Computacional nas áreas de avaliação de segurança e eficácia.

RESULTADOS

Benefícios para a empresa

checked Baixo custo em relação aos testes tradicionais (resultado econômico).

checked Menor tempo para obtenção de resultados (resultado operacional).

checked Racionalização do uso de animais (retorno de imagem para a empresa).

checked Qualidade dos estudos e dos relatórios.

A quem se destina

A indústrias químicas em geral, com ênfase em novos produtos e ingredientes.


A profissionais das áreas: Assuntos Regulatórios, Meio Ambiente.

Você vai ser o próximo a ser um de nossos clientes satisfeitos?

Nosso compromisso não é só com o negócio do cliente, mas com os resultados a serem alcançados. Solicite um orçamento sem compromisso!

Cadastre-se e receba informações sobre eventos, legislações e novidades sobre métodos alternativos: